A PRESENÇA DE JESUS

O apóstolo Paulo, em II Timóteo 4.16 e 17, relata sua experiência no final de sua vida. Ele diz: “Na primeira defesa, ninguém foi a meu favor; antes, todos me abandonaram… Mas o Senhor me assistiu e me revestiu de forças…”.

Paulo não cultivou nenhuma mágoa das pessoas de quem precisou. Mesmo quando precisou, e elas o abandonaram. Mas, em seu sofrimento e dor, Paulo sentiu a forte presença de Jesus apoiando-o e fortalecendo-o.

Escrevendo sobre essa experiência de Paulo, o grande pregador C. H. Spurgeon, disse: “Se tudo o mais o abandonasse, Jesus era seu bastante companheiro; se todos o desprezassem, o sorriso de Jesus era sua força; se a boa causa lhe parecesse um perigo, a presença do Mestre lhe daria a certeza da vitória. O Senhor Jesus que um dia fora colocado na cruz, agora estava junto com ele na prisão”.

Quando Deus quer tocar alguém Ele usa pessoas. Pessoas que chegam para ajudar, incentivar e ser um conforto. Pessoas é o método de Deus para abençoar. Contudo, nunca se deve fazer delas o centro da vida. Fazer de qualquer pessoa o centro da vida trará sempre desapontamento e frustração.

É preciso que você creia que onde ser humano algum pode estar, Jesus ali estará. Ele nunca o abandonará. Você jamais está sozinho. Foi nessa convicção que Davi afirmou no Salmo 23.4: “Ainda que eu ande pelo vale da sombra da morte, não temerei mal nenhum, porque Tu estás comigo…”.

Somente Jesus pode compensar, por Sua real presença, qualquer falta ou perda terrena em sua vida. Assim, acertadas e sábias são as palavras de Greg Laurie: “Eu preferiria estar no pior lugar imaginável com o Senhor do que no melhor lugar imaginável sem Ele.” 

Áudio complementar a devocional: https://youtu.be/xAxHA12i8XE

https://youtu.be/EXu_fOsYXxQ

-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

É PRECISO CRER

João 11 começa dizendo que Lázaro, irmão de Maria e Marta, estava doente. Maria e Marta enviaram um recado a Jesus, dizendo que Ele viesse a Betânia. Elas confiavam que Ele podia fazer algo. Todos eles eram amigos de Jesus e Ele os amava muito.

Jesus demorou. Quando chegou a Betânia, Lázaro já havia morrido e sido sepultado.

 

No versículo 21, Marta saiu ao Seu encontro e Lhe disse: "Senhor, se estiveras aqui, não teria morrido meu irmão”. No versículo 23, Jesus disse a Marta: “Seu irmão ressuscitará”. No versículo 32, Maria chega e também diz a Jesus: "Senhor, se estiveras aqui, meu irmão não teria morrido”.

O tom das palavras de Marta e Maria estava dizendo o seguinte a Jesus: “Onde o Senhor estava quando Lhe pedimos para vir e curar nosso irmão? Nós pensávamos que por ser nosso amigo e nos amar, faria algo para não deixar que nosso irmão morresse”.

Jesus não respondeu nem repreendeu Marta e Maria. Ele apenas sentiu suas dores e angústias.

 

No versículo 38, Ele então vai ao túmulo. Ao chegar próximo do túmulo, no versículo 43 Ele clamou: “Lázaro, vem para fora!”. Lázaro foi ressuscitado! Marta e Maria pensavam numa cura e Jesus na ressurreição. Ele tinha algo maior e melhor.

Um suposto atraso de Deus nunca é Sua negativa. Ele tem um tempo e vontade para tudo. O problema central é que somos também como Marta e Maria, sempre nos falta a sintonia fina com o Seu tempo e a Sua perfeita vontade.

Jesus também sabe o que você está passando e sente sua dor. Ele ouve sua oração, mas não necessariamente a responde da sua forma e no seu tempo. Há propósitos maiores da parte dEle para você.

 

É preciso que você confie nEle; é preciso crer.

Áudio complementar a devocional: https://youtu.be/lPZZUBYcsbs

https://youtu.be/GXS0_2AKIrI

-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

MOTIVOS PARA ORAR

Deus é o centro de tudo. Por saberem dessa verdade, os personagens bíblicos oraram e O buscaram seja para pedir, agradecer, adorar, confessar seus pecados ou interceder por outros.

Devemos orar e orar somente ao Senhor. Eis alguns principais motivos pelos quais devemos orar.

Oramos porque Deus ordena. Em Colossenses 4.2, Paulo escreve: “Perseverai na oração, vigiando com ações de graças”.

Em Lucas 18.1, Jesus encorajou Seus discípulos “...sobre o dever de orar sempre e nunca esmorecer”.

A oração é vital. A oração ao Senhor traz consigo bênçãos para a vida.

 

Oramos também porque a oração revela o quanto amamos a Deus. Se você ama alguém você desejará estar perto, compartilhar e conversar com essa pessoa. Se você ama a Deus você desejará estar com Ele.

 

O salmista afirma no Salmo 116.1: “Amo o SENHOR, porque Ele ouve a minha voz e as minhas súplicas”.

Oramos ainda porque através da oração declaramos nossa dependência de Deus.

Quando você ora, você afirma que Deus é a fonte da sua vida. Paulo afirmou em Colossenses 3.4: “Quando Cristo, que é a nossa vida...” A oração é o meio que faz com que você receba de Deus Seu conforto, ânimo, orientação, paz, força e as respostas para a sua vida.

E por último, oramos porque através da oração podemos nos proteger da tentação e do pecado.

Jesus ordenou em Mateus 26.41: “Vigiai e orai, para que não entreis em tentação...

Se você não ora, você se mantém fraco espiritualmente, distante de Deus, e exposto ao Maligno e ao pecado.

Por isso, ore! Ore em todo o tempo! Faça da oração um hábito em sua vida.

Áudio complementar a devocional: https://youtu.be/fRyCiiRu74o

https://youtu.be/r2xyRJR5sB0

-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

ELE SUSTENTA

Haverá dias em que será muito difícil e triste lidar com a possibilidade de uma perda. Quando esses dias chegarem, você talvez se sentirá inseguro e sem esperança. O que fazer?

Em Hebreus 1.3 o autor afirma: “Ele (Jesus), que é o resplendor da glória e a expressão exata do Seu Ser (Deus Pai), sustentando todas as coisas pela palavra do Seu poder...”

O texto enfatiza que Jesus é Deus. Ele revela gloriosa e visivelmente quem o Pai é. Ele não é somente igual ao Pai, mas Ele também faz o que o Pai faz. 

O Senhor Jesus sustenta tudo. Ele sustenta todo o sistema físico do universo, toda a Sua criação e criaturas. Ele sustenta cada situação, cada ser humano e cada célula do corpo. Ele sustenta o macro e o micro. Ele sustenta tudo e todos apenas com Sua poderosa palavra.

Sendo assim, caso seu mundo aparentemente esteja desabando, sua segurança e esperança não podem estar em você, nos parentes, nos amigos, nos governantes e em ninguém. Sua segurança e esperança precisam estar no Senhor Jesus. Ele é o início e o fim de tudo. Ele é o Criador e sustentador de tudo. Ele é o tudo onde tudo se mantém.

Que segurança e esperança que você pode ter em Jesus! Pois além de poderosamente manter tudo, Ele, ainda que saiba de suas falhas, pequenez e imperfeição, mesmo assim te ama, cuida e lhe quer bem. É muito amor envolvido e imerecido!

Por isso, viva todos os seus dias na certeza do poderoso sustento e cuidado que o Senhor Jesus lhe dá. Adore-O! Não se deixe abalar por más notícias. Entregue Tudo a Ele. Ele está no controle de tudo.

O Senhor Jesus sustenta tudo. Por isso, não se abale por nada. Faça com que a sua vida tenha esperança, segurança e sentido nEle.

Tenha um bom dia!

Áudio para complementar esta mensagem! Super indico:  https://youtu.be/9FdVloFN_O0

https://youtu.be/LrERhm52_CE

-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

O ALERTA DE DEUS

Na Bíblia, Deus fez diversos alertas sobre o estilo de vida errado de pessoas e nações. Ele os alertou para que abandonassem os seus caminhos errados, a fim de não receberem as duras e severas consequências.  

 

Eis alguns exemplos: por 120 anos, Deus alertou os contemporâneos de Noé sobre os seus pecados, mas eles não ouviram e o dilúvio desabou sobre eles;

 

Deus também alertou a Faraó. Ele o alertou por meio de 10 pragas, mas ele não ouviu e todo o Egito foi devastado; por vários anos, Deus alertou Israel sobre sua idolatria, mas a nação não O ouviu e amargou um duro cativeiro;

 

Outro exemplo está em Daniel 4: Deus permitiu ao rei Nabucodonosor ter um sonho com o fim de alertá-lo sobre os seus caminhos errados. Após Daniel interpretar o sonho, no versículo 27 ele falou ao rei, dizendo: “Portanto, ó rei, aceite o meu conselho: abandone os seus pecados, praticando a justiça, e acabe com as suas iniquidades, usando de misericórdia para com os pobres; assim talvez a sua tranquilidade se prolongue” . Infelizmente, Nabucodonosor não ouviu e a palavra proferida contra ele se cumpriu. 

Deus alerta a todos nós em Provérbios 16.25: “Há caminho que parece direito ao ser humano, mas o fim dele é caminho de morte”. Assim, se os seus caminhos não agradam ao Senhor, arrependa-se e mude já de vida. Lembre-se da advertência de Hebreus 3.7 e 8 que diz: “Hoje, se ouvirem a Sua voz, não endureçam o coração...”
‭‭
Se o Senhor está lhe alertando sobre algo é porque Ele lhe ama e quer o seu bem. Você deveria, urgentemente, ouvir com atenção o alerta que vem da parte de Deus e imediatamente mudar de vida.

Tenha um bom dia!

https://youtu.be/xjhf2BPc1BA

Áudio para complementar esta mensagem! Super indico: https://youtu.be/EbsrRWfV3_c

-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

OBEDEÇA AO SENHOR

Em Josué 1.2, o livro inicia com uma ordem clara: “...Prepare-se, agora, e passe este Jordão, você e todo este povo, e entre na terra que Eu vou dar aos filhos de Israel”.

Josué foi ordenado por Deus a se preparar e conquistar a terra de Canaã. No decorrer do livro, ele receberia outras ordens específicas de Deus. O sucesso dele dependeria unicamente em obedecer ao Senhor. Josué obedeceu e o Senhor o abençoou em tudo.

Embora não passemos pela mesma situação de Josué, haverá momentos em nossa vida que o determinante será obedecermos a Deus; obedecermos ao que Ele já tem revelado em Sua Palavra. Por vezes, a postura em obedecer-Lhe será contrária às pessoas, ao senso comum ou até mesmo à lógica. Mas, na obediência a Ele está a garantia do sucesso e da bênção na vida.

Decida obedecer ao Senhor! Não hesite, não dê desculpas nem racionalize. Se você precisa perdoar, perdoe; se a ansiedade lhe está dominando, ore; se o seu coração quer lhe conduzir à ganância, diga não; se as amizades estão lhe conduzindo para longe de Deus ou lhe tirando dos valores aprendidos, saia delas.

Assim como algumas ordens dadas por Deus a Josué não pareciam muito lógicas, mas ele as obedeceu, decida você também obedecer ao Senhor. Nem sempre Suas ordens fazem sentido, mas você deve sempre confiar em Seu amor e em Sua superior sabedoria, pois todas as ordens de Deus são para o seu bem.

Lembre-se que você não pode dizer que é um seguidor de Jesus, simplesmente porque está convencido pelas verdades que a Bíblia ensina. O teste final de seu compromisso com Ele é a sua disposição em obedecer a tudo o que Ele ordena.

https://youtu.be/5KTBb-vtMM8

Áudio para complementar esta mensagem! Super indico: https://youtu.be/Ar9N8v97VdA

-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

O HÁBITO DA ORAÇÃO

Toda a Bíblia está repleta de oração a Deus. Ele é o centro de tudo e os personagens bíblicos reconhecem isso e O buscam para adorar, agradecer, pedir, confessar seus pecados ou interceder por outras pessoas. 

A pergunta básica é: Por que orar? Eis quatro motivos principais:

Em primeiro lugar oramos porque Deus ordena. Em Colossenses 4.2, Paulo escreve: “Perseverai na oração, vigiando com ações de graças.” Em Lucas 18.1 Jesus encorajou Seus discípulos “...sobre o dever de orar sempre e nunca esmorecer.” A oração é vital. João Crisóstomo afirmou: “A comunhão com Deus... é a raiz, a fonte, a mãe de mil bênçãos!”

Em segundo lugar devemos orar porque a oração revela o quanto amamos a Deus. Se você ama você quer estar perto, compartilhar e quer conversar. Se você ama a Deus você desejará estar com Ele. O salmista afirma no Salmo 116.1: “Amo o SENHOR, porque Ele ouve a minha voz e as minhas súplicas.”

Em terceiro lugar oramos porque através da oração declaramos nossa dependência de Deus. Quando você ora você afirma que Deus é a fonte da sua vida. Paulo afirmou em Colossenses 3.4: “Quando Cristo, que é a nossa vida...” A oração é o meio que faz com que você receba de Deus Seu conforto, ânimo, orientação, paz, força e as resposta para sua vida.

Em quarto lugar devemos também orar porque através da oração podemos nos proteger da tentação e do pecado. Jesus ordenou em Mateus 26.41: “Vigiai e orai, para que não entreis em tentação...” Se você não ora, você se mantém fraco espiritualmente, distante de Deus, e exposto às investidas de Satanás que lhe atrairá ao pecado.

Por isso, faça da oração um hábito diário em sua vida.

https://youtu.be/16TL5_MG3_E

Áudio para complementar esta mensagem! Super indico: https://youtu.be/61wWcok2LuI

-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

RENDIÇÃO AO SENHOR

Render-se ao Senhor é entregar-se totalmente à Sua vontade; é oferecer a vida a Ele com suas alegrias, dores, lutas e desejos. Significa deixar com Ele o controle total da própria vontade, do suposto direito, das posses, dos interesses; de tudo.

Ao entrar neste mundo, o Senhor Jesus, sendo Deus, disse ao Pai em Hebreus 10.9: “...Eis aqui estou para fazer, ó Deus, a Tua vontade”. Ele orou no Getsêmani, em Mateus 26.39: “...Meu Pai, se possível, passe de Mim este cálice! Todavia, não seja como Eu quero, e sim como Tu queres”. Jesus em tudo rendeu-Se ao Pai.

Render-se ao Senhor não é fugir de um problema, ser passivo diante de fatos da vida, acostumar-se com algum erro, desculpar-se ou ser preguiçoso diante de uma responsabilidade. Render-se ao Senhor é uma pura questão de vontade. O rendido voluntariamente entrega seus desejos, seus medos, seu senso de controle, de segurança, de estabilidade, sua racionalização, sua lógica, e entrega-se de forma absoluta e irrevogável ao Senhor.

Quem se rende ao Senhor para de brincar, brigar ou desafiá-Lo. O rendido humildemente se entrega e entende que não precisa de todas as argumentações nem de todas as dúvidas respondidas. O rendido não busca ansiosamente as respostas; ele fica satisfeito com a simplicidade da fé. Ele confia no Senhor.

Renda-se ao Senhor! A sua proximidade e intimidade com Ele são resultados de uma plena rendição. A rendição trará a você a verdadeira vitalidade espiritual.

https://youtu.be/lZSYAnhIzGs

-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

A VIDA FUTURA

Paulo afirmou em 2 Coríntios 5.1: “Sabemos que, se for destruída a temporária habitação terrena em que vivemos, temos da parte de Deus um edifício, uma casa eterna no céu, não construída por mãos humanas.”

Paulo esclarece que cada cristão pode saber como é a vida no mundo além. Ele usa palavras cheias de imagens como “habitação terrena” e “...edifício, uma casa eterna no céu” para falar do corpo físico e celestial. Ele também esclarece vividamente sobre o corpo terreno, que é mortal, no qual gememos e nos angustiamos, mas ele fala também de um corpo espiritual que não é “construído por mãos humanas”.

Paulo está extremamente consciente de que há um corpo mortal, cheio de dores, que sofre, envelhece e morre. Ele é realista em afirmar que a beleza e a saúde do corpo um dia acabarão. Mas ele também é claro e específico em afirmar que os que creram em Cristo receberão, na ressurreição, um corpo celestial. Essa realidade produz uma forte esperança porque a fé sempre triunfa sobre tudo o que é terreno e mortal. 

Por isso é sábio, sensato e prudente pensar e decidir quanto à vida futura. Cada remédio, cada doença, cada hospital, cada corpo morto, cada caixão, cada cova, cada cemitério expõe a dura e cruel realidade de nossa debilidade e fraqueza física. Estamos dia a dia saindo pouco a pouco desse mundo. 

O que fará a diferença? A diferença é se sua fé está ou não em Cristo Jesus. Pois ele mesmo diz em João 14.2,3: “Na casa de meu Pai há muitas moradas. Se não fosse assim, eu já lhes teria dito. Pois vou preparar um lugar para vocês. E, quando eu for e preparar um lugar, voltarei e os receberei para mim mesmo, para que, onde eu estou, vocês estejam também.”

https://youtu.be/Wu1MoMElcjQ

-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

O ARREPENDIMENTO DOS PECADOS

 
Em Marcos 1.5 lemos: “Saíam a ter com ele toda a província da Judeia e todos os habitantes de Jerusalém; e, confessando os seus pecados, eram batizados por ele no rio Jordão.”
 
Esse texto de Marcos fala de um homem muito importante no Novo Testamento: João Batista. Em Lucas 1, seu nascimento fora anunciando pelo anjo Gabriel a seus pais, Zacarias e Isabel. “João Batista” significa: João, o que batizava.
 
João Batista foi levantado para cumprir a profecia de Isaías 40.3, que diz: “Voz do que clama no deserto: Preparai o caminho do SENHOR; endireitai no ermo vereda a nosso Deus.” Ele foi o último profeta que preparou o coração do povo, chamando-os ao arrependimento, a fim de receberem o Messias Salvador, o Senhor Jesus.
 
Ao ouvirem a Palavra de Deus proferida por João Batista, tendo sido confrontados com seus pecados, esses ouvintes se arrependeram, confessaram seus pecados e foram batizados. Eles fizeram uma ruptura com seu passado pecaminoso e foram transformados pelo poder de Deus.
 
Deus perdoa pecadores arrependidos. Todos os que confessam a Ele seus pecados receberão Seu perdão. Mas se você não se vê como pecador, então você acredita que não tem pecado. Se você acredita que não tem pecado, você também acredita que não precisa de arrependimento. Se você acredita que não tem pecado e necessite de arrependimento, você também não precisa de um Salvador. Se você não precisa de um Salvador, você não será salvo.
 
Deus perdoa e salva apenas os pecadores que se voltam para Ele, arrependidos e confessando seus pecados. Todo aquele que insiste em ser amistoso com o pecado não verá a salvação de Deus e a transformação de sua vida.
 
Hoje, Deus insiste para que você se arrependa e confesse seus pecados a Ele.

https://youtu.be/4SrNUdQfi3c

-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

SEJA GRATO!

Cada vez mais está difícil ser grato e ouvir um "obrigado" de coração. O nosso mundo nos ensina a exigir. Somos ensinados a acreditar que quando não temos o que achamos que merecemos, devemos murmurar e reclamar. A ingratidão está em alta. 

Paulo ensina em Colossenses‬ ‭3‬.17: "Tudo o que fizerem, seja em palavra seja em ação, façam-no em nome do Senhor Jesus, DANDO POR MEIO DELE GRAÇAS A DEUS PAI." ‬‬‬

Deus é glorificado, honrado e exaltado quando as pessoas são gratas a Ele pelo que são e o que se têm. A questão não é nem a quantidade, qualidade ou o volume do que se é ou se tem. Uma pessoa grata sempre reconhece que nada é pequeno demais quando a fonte e a origem de tudo é o próprio Deus. 

A atitude de agradecimento é mais importante do que o próprio ato de agradecer. Deus se alegra quando as pessoas são gratas. O pregador inglês Charles Spurgeon disse: "Não é o quanto temos, mas o quanto apreciamos do que temos é que nos faz felizes."

Uma pessoa grata sempre vê o melhor em cada situação. Ela vê nos problemas e fraquezas, oportunidades; vê nas tribulações e lutas, ferramentas para o refino da alma;  vê nas tentações e pecados, ocasiões para se viver em humildade para com Deus e mais graciosa com as pessoas.

Seja grato! Agradeça por tudo. Agradeça a Deus pelas pessoas; louve-O pelo bom e pelo ruim, pela alegria e pela dor, pelo "sim" e pelo "não". Aprenda a dizer: "obrigado Senhor!"

O escritor americano Izaak Walton afirmou: "Deus tem duas residências: Uma é no Céu, e a outra é em um coração manso e grato." 

Seja grato!

https://youtu.be/KzYuQMAtkkU

-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

A “JUSTIÇA” 

Em Mateus 5.20 Jesus afirmou: “Porque vos digo que, se a vossa justiça não exceder em muito a dos escribas e fariseus, jamais entrareis no Reino dos céus.”

Essa afirmação de Jesus choca seus ouvintes, porque o problema dos escribas e fariseus é que eles contentavam-se com uma obediência externa. Mas o Senhor Jesus ensina que as exigências de Deus são muito mais radicais do que apenas práticas religiosas externas.

A “justiça” que agrada a Deus tem uma só origem: o coração. Em 1 Samuel 16.7 o próprio Deus afirma: “…O Senhor não vê como o homem: o homem vê a aparência, mas o Senhor vê o coração.” Ele conhece o coração de todos. Ele sabe o que se passa por dentro de cada um, sem exceção. E o verdadeiro relacionamento com Ele vem do coração.

A “justiça” que excede a religiosidade vazia é antes de tudo uma obra espiritual produzida pelo Espírito de Deus e Ele age nas pessoas dando-lhes as condições para que obedeçam, observem e guardem tudo o que Deus ordena.

Essa “justiça” também é chamada na Bíblia de “Novo Nascimento”; o “nascer do alto”; o “nascer do Espírito”. É nesse mover do Espírito no coração que produz a “justiça” que Deus quer e faz com que a pessoa tome posse do “Reino dos céus”.

Deus está interessado em ver em você uma obediência genuína e não uma religiosidade cheia de “justiça” própria. Deus deseja que suas ações sejam uma resposta a tudo o que Ele significa em sua vida. Deus quer que acima de tudo você O obedeça e sintonize o seu coração com Sua plena vontade.

Oswald Chambers afirmou: “A regra de ouro para o entendimento em assuntos espirituais não é intelecto, mas a obediência.”

https://youtu.be/9QWo2ky4Tdg

-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

SUSTENTADO PELA ESPERANÇA

Somos tendentes a não continuar quando os obstáculos da vida chegam. Paramos algo e projetos por causa da doença, da morte, do desprezo, do deboche, do sarcasmo, da fofoca, da provação, etc. Ficamos desanimados diante da oposição e a fé por vezes vacila. 

O apóstolo Pedro escreveu em I Pedro 1.3: “Bendito o Deus e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo, que, segundo a sua muita misericórdia, nos regenerou para uma viva esperança, mediante a ressurreição de Jesus Cristo dentre os mortos.” 

Ao estudar o relato bíblico sobre a crucificação de Cristo parece que no final a injustiça venceu. Seus discípulos ao verem seu Mestre morto perderam o ânimo. Contudo, a morte não teve a palavra final sobre Ele, pois ao terceiro dia Ele ressuscitou. Jesus, em Sua ressurreição, não só Sua vida voltou, mas trouxe com ela a esperança dos discípulos. Por causa de Sua ressurreição todos os que agora sofrem, podem esperar e confiar nEle porque nenhum problema nessa vida tem a palavra final. 

Por isso, não jogue fora sua esperança simplesmente porque as dificuldades chegaram. Segundo a Bíblia, a esperança transcende essa vida e ela deve estar somente em Deus e nunca em você, pessoas ou circunstâncias.

Não importa o tamanho do seu problema, mas sim a visão que você tem de Deus. Se você focar apenas em seus problemas, com certeza você desanimará. Mas ao levantar seus olhos a Deus e confiar nEle, você terá esperança.

Sua fé deve ditar sua esperança. Olhe para Deus e não desista.  Mude o foco do problema e da dor, para a confiança em Deus. Pois se a corda da vida estiver ligada em Deus, sua esperança estará muito bem sustentada.

https://youtu.be/v-GT9yZVs5M

Segurança

 

Com uma visão tecnológica integrada, combinamos informática, comunicação e segurança, disponibilizando produtos e serviços às soluções adequadas e racionais, otimizando tempo em métodos de trabalho.  



SOLTi® é uma marca registrada. Todos os direitos são reservados à SOLTi Tecnologia. Ano 2021// solti@soltitecnologia.com

FALE CONOSCO



solti@soltitecnologia.com